"Álbum de Infância"
Galeria Luis Maluf
Curadoria Marina Bortolluzi 

Jardim Paulista/SP

2020

 

Um álbum só existe com fotos. Tal qual um cascalho que aqui somente transforma-se em arte com imagem. E as fotos e imagens, por sua vez, realizam-se através de um passado no nosso presente, com a memória do que já presenciamos e que, de tempos em tempos, é importante resgatarmos. Fonte da nossa imaginação e prisma pelo qual interpretamos toda nossa vida.


Em seu processo criativo, William Mophos pesquisa fotografias específicas que encaixam-se em suas ideias, desenha a peça por meio de simulações virtuais e segue para a pintura em si, trabalhando com tinta acrílica, e pincéis sintéticos, para modelar seu acabamento realista, na predominância das cores preta, branca e cinza. Sua brincadeira está em conceber imagens que tenham relações visuais e emocionais em superfícies inusitadas, miudezas encontradas em seus garimpos pelas ruas da cidade, em lugares abandonados ou caçambas de construção.


As obras de Mophos não são sustentadas apenas em seu suporte, mas no conceito por trás de um casamento bem pensado, entre plataforma e retrato. Em cada tipo de azulejo, lajota, cimento, madeira, barro, pedaço, uma vivência em resgate. Como se os revestimentos falassem, tivessem cheiro, sentimento, texturas, fragmentos de tempo. Com eles, a vaga lembrança de uma cena que marcou a nossa infância: aquele aniversário memorável, o desenho que foi para parede, o brinquedo que passou por gerações, o bicho de estimação preferido, o abraço de um primo, o verão na casa da avó querida, as histórias em família.


Filho mais novo de quatros irmãos, nascido em São Bernardo do Campo, Mophos sempre foi introvertido. Desde pequeno criava narrativas e personagens imaginários. Adorava jogar bola no quintal e soltar pipa na laje, mas sempre teve o desenho como melhor amigo. A exposição é uma constelação sistêmica do artista, das recordações esquecidas em seu inconsciente. Ele navega pela infância, explorando situações afetivas que geram identificação em todos nós e provocam sensações de aconchego e leveza. Diante de tanto vivido este ano, a intenção aqui é rever os valores da simplicidade, a criatividade nas brincadeiras de certo modo perdidas, a pureza de acreditar no impossível, e dar a mão à criança dentro da gente que diz: tudo vai ficar bem.

 2021 William Mophos - Todos os direitos reservados.